17/01/2011

[Resenha] A Breve Segunda Vida de Bree Tanner


Bree vive nas trevas, sedenta por sangue. Não conhece sua verdadeira natureza e não pode confiar nos de sua espécie. Sua história acompanha a semana que antecede o confronto definitivo entre os recém-criados e os Cullen - a última semana de sua existência.
Esse livro é mais como uma crônica sobre Eclipse, ele nos mostra por outro ângulo os recém-criados, vampiros novos que foram usados por Victoria para atacar os Cullen.
É uma boa maneira de saber mais sobre como viveram os vampiros que em Eclipse são tidos como "vilões", principalmente porque nossa narradora é a encantadora Bree.
Já que a garota é mais quieta em seu canto, temos uma ampla visão das brigas e mentiras que eles vivenciaram. Bree consegue cativar qualquer um com seu jeito de menina inocente, mas ao mesmo tempo consegue ser astuta o bastante para perceber que estava cercada por mentiras.
Como diz o Time :

"Meyer, assim como seus vampiros, tornou-se algo raro, mais que meramente humano... As pessoas não querem apenas ler os livros dela: querem invadir as páginas e viver ali mesmo."


Concordo plenamente com essa critica. Amo os livro da saga Crepúsculo (esse também está incluído!) e acho os personagens reais o suficiente para ganharem vida. Só tem uma coisa que eu acho muita viagem da Stephenie Meyer: vampiros brilharem no Sol. Não, não, não e não!! rs
Desculpem a resenha simples e pequenininha... Estou com uma hiper dor de cabeça... :(