26/03/2011

[Resenha] O Último Olimpiano


Os meios-sangues passaram o ano inteiro preparando-se para a batalha contra os titãs, e sabem que as chances de vitória são pequenas. O exército de Cronos está mais poderoso que nunca, e cada novo deus ou semideus que se une à causa confere mais força ao vingativo titã.
Enquanto os olimpianos se ocupam de conter a fúria do monstro Tifão, Cronos avança em direção à cidade de Nova York, onde o Monte Olimpo está precariamente vigiado. Agora, apenas Percy Jackson e seu exército de heróis podem deter o Senhor do Tempo.
Nesse quinto livro da série, o combate que pode acarretar o fim da civilização ocidental ganha as ruas de Manhattan, e Percy tem a terrível sensação de que sua luta, na verdade, é contra o próprio destino. Revelada a sinistra profecia acerca do décimo sexto aniversário do herói, ele enfim encontra seu verdadeiro caminho.



Deu até uma tristeza quando comecei a ler este livro. O simples fato de pensar que nunca mais veremos o Percy ser expulso de uma escola é deprimente! Antes de começar a resenha já vou avisando que é possível haver spoilers para quem anda não leu os livro anteriores!
O quinto livro da saga me deixou quase sem folêgo, para ter ideia o li em apenas um dia... Antes mesmo do leitor conseguir chegar na página quinze, a ação o envolve completamente e a tensão surge no ar, porque de uma coisa sabemos, este não vai ser um bom verão para Percy, afinal, o mundo está em guerra. Finalmente chegou o momento de decidir o que era certo. A Grande Profecia foi revelada e era hora em que acreditar, ter confiança e se prender a alguma lembrança feliz foi vital.
Com uma história impressionante e um final épico, esse é, sem sombra de dúvida, o livro com mais ação de toda a série. Muita adrenalina, lutas, medos... Rick Riordan é o único escritor que eu conheço que consegue descrever as lutas perfeitamente bem utilizando o recurso de narrador-personagem na escrita. Ele nos dá uma ampla visão do que está acontecendo ao redor, não nos restringindo apenas as lutas pessoais de Percy, coisa raríssima de se ver. A sua narrativa no prende de um jeito que é impossível largar o livro e ainda nos dá aquele gostinho de quero mais... Até agora não aceito ser o último livro!
Enfim, O Último Olimpiano (Editora Intrínseca, 384 páginas) é uma leitura  super recomendada para todas as idades e gostos. Boa viagem ao Olimpo, leitores!

"Eu vira o Olimpo várias vezes, mas a visão ainda me tirava o fôlego. As mansões cintilavam em dourados e brancos contra as encostas da montanha. Jardins floresciam em uma centena de terraços. Fumaça aromatizada subia de braseiros que ladeavam as ruas sinuosas. E bem no topo da colina coberta de neve erguia-se o principal palácio dos deuses. Era majestosos como sempre, mas algo parecia errado. Então percebi que a montanha estava silenciosa -- não havia música, nem vozes, nem risos. Nada."