11/02/2013

[Resenha] Infinito


Após derrotarem seus inimigos mais temidos, Ever e Damen começam uma nova jornada para que ele se livre do veneno em seu corpo. Se encontrarem o antídoto, finalmente serão capazes de viver a paixão pela qual anseiam há séculos. A busca, porém, leva-os a um terreno desconhecido e pavoroso -- as profundezas de Summerland. Lá, eles descobrirão a origem obscura e inimaginável de seu relacionamento e serão obrigados a encarar uma dolorosa verdade: o destino tem motivos para mantê-los separados. Agora, o futuro irá depender de uma única decisão, que poderá pôr em risco tudo o que eles têm. Inclusive a eternidade.

CONTÊM SPOILER. LEIA PARA SEMPRELUA AZULTERRA DE SOMBRASCHAMA NEGRA E ESTRELA DA NOITE ANTES DE PROSSEGUIR.



Introdução
Carregando a culpa por ter sido a responsável pela morte de sua melhor amiga, Ever tem a sensação de que está deixando algo importante de lado, algo que clama por sua atenção. Ela sente em seu interior que isso envolve a parte sombria de Summerland e a velha que aparentemente tudo sabe sobre ela - embora sempre cometa o erro de chamá-la de Evaline.
Discordando com a decisão de Ever de solucionar o mistério daquele lugar, Damen se afasta e deixe que ela cumpra seu suposto "destino". Porém, essa ação poderá ser a responsável por acabar com o seu relacionamento, que está prestes a ganhar uma perspectiva completamente nova.

Espaço
Logo neste,que foi um dos melhores livros da série, não consegui me sentir conectada com os cenários da trama. Os lugares são muito surreais e senti falta de uma descrição mais aprofundada.

Tempo
Mais de seis meses se passaram e dessa vez, Alyson deixou isso bem claro.

Personagens
Adorei a transformação que ocorreu em Ever, o modo como ela ficou muito mais forte e determinada, dando uma nova injeção de ânimo no leitor. Seu jeito imbecil anterior deixava a leitura lenta  muitas vezes irritante por suas idiotices óbvias.
Damen ficou um pouco apagado neste volume, mas não deixou de ser o cavalheiro compreensivo que sempre foi. Admito que sinto falta do seu jeitão bad boy, mas continuo amando-o por sua bondade, mesmo tendo sido meio cabeça dura neste volume.
Jude, como sempre, foi meu queridinho. Não há como não se encantar com ele. O que gostei foi que o destino de nenhum dos personagens ficou "no ar", Alyson deu um caminho para cada um trilhar.

Enredo
Depois de Para Sempre, Infinito (Editora intrínseca, 239 páginas) foi o melhor livro da série. Muito suspense e mistério, romance e sentimentos. Além de ter explorado muito a questão espiritual, com a Arvore da Vida e a reencarnação. Realmente, a série foi fechada com chave de ouro.
Devo admitir, embora doa em meu coração, que os últimos três livros da série foram fraquinhos, com muita enrolação. Acho que Alyson se perdeu um pouco com todo o conteúdo que tinha para trabalhar, e na tentativa de fazer uma estória mais ampla acabou desencontrando de seu objetivo final. Por todas essas voltas que ela deu, eu nunca imaginaria o final com o qual nos deparamos neste volume e, poxa... Foi uma surpresa muito boa!


Estrutura Artística

  • Capa: O bom-gosto para capas continua. Cada capa é uma obra de arte, realmente.
  • Título da Obra: Bem medíocre, não acham?
  • Sinopse: Um excelente resumo da estória que, sem entregar o ouro, deixa o leitor na curiosidade
  • Diagramação: São quarenta e cinco capítulos e encontrei dois erros.


Estrutura Física

  • Capa: Material comum, resistência média, com filipetas contendo informações do autor e trecho do livro.
  • Páginas: Amareladas, ou seja, refletem menos a luz.


Análise

Espaço: 4
Habilidade do autor: 3
Diversidade de ambientes: 5
Tempo: 5
Concordância com a época: 5
Passagem do tempo: 5
Personagens: 5
Interação: 5
Personalidades: 5
Aparência e carisma: 5
Enredo: 5
Originalidade: 5
Narrativa: 5
Intensidade da trama: 5
Estrutura Artística: 4,5
Capa: 5
Título da Obra: 3
Sinopse: 5
Diagramação: 5
- Erros: 5
- Fontes/Ilustrações: 5
Estrutura Física: 4,5
Capa: 4
Páginas: 5
Minha Opinião: 5
Nota Final: 4,7