02/11/2013

[Resenha] Apegados


Cada vez mais fazemos uso da pesquisa científica para conquistar melhor qualidade de vida. Sabemos o que devemos ou não comer, conhecemos o tipo d exercício que devemos praticas e por quanto tempo devemos fazê-lo, aprendemos alternativas viáveis para conquistar o sono revigorante... No entanto, nossos relacionamentos amorosos, parte importante e nossa vida, não parecem tão avaliados e estudados. Geralmente temos a sensação de que essa coisa e amor é um assunto da sorte.
Mas será possível que a ciência explique por que algumas relações são produtivas e enriquecedoras, enquanto outras nos deixam perturbados e alienados? Pode a ciência explicar como muitos criam vínculos sem esforço algum, enquanto ouros têm que lutar tanto pelo amor? Para o psiquiatra Amir Levine e a psicóloga Rachel S. F. Heller, a resposta é um evidente “sim”.
Em Apegados - livro baseado nas pesquisas da teoria do apego, de John Bowlby -, os autores revelam como compreender os mecanismos de afeição que se criam entre os adulto, o que certamente nos ajudará a encontrar e a manter o amor.
Seja você do tipo “ansioso”, “seguro” ou “evitante”, Levine e Heller se encarregam de oferecer instrumentos suficientes para que possa construir relações mais fortes e reparadoras com as pessoas que ama.



Enredo

Não sei se classifico essa obra como um livro de autoajuda ou simplesmente como uma pesquisa que auxilia as pessoas a entender mais sobre si mesmas e seu parceiro. Durante a leitura, encontramos diversos testes para nos classificarmos em um dos três tipos de apego dentro de um relacionamento: ansioso, seguro e evitante.
Após descobrir seu “estilo” vemos histórias que exemplificam o comportamento dessas pessoas e maneiras de controlar as coisas que fazem mal à “saúde do relacionamento”. O modo com os autores colocam suas explicações científicas é simples. de modo que a leitura não se torna cansativa, mas sim elativamente rápida.
No fundo, não concordo com a teoria que é defendida pelos autores - de que as pessoas em um relacionamento dependem uma da outra emocionalmente - porém foi enriquecedor, pois muitas ouras coisas, como a teoria do apego em si, faziam sentido e puderam ser aplicadas no meu cotidiano.

Estrutura Artística

Capa: apaixonante!
Título da Obra: também chama muita atenção dos leitores.
Sinopse: ótimo trabalho da editora.
Diagramação: nenhum erro encontrado.

Estrutura Física

Capa: material comum, resistência média
Páginas: amareladas, refletem menos luz

Recomendações

Não gosto muito de livros de autoajuda, mas considero este o tipo de livro que merece uma chance, por realmente agregar conhecimento ao leitor, mesmo que este não concorde com alguns dos comportamentos defendidos pelos autores.

Análise

Enredo: 5
Originalidade: 5
Narrativa: 5
Intensidade da trama: 5
Espaço: 
Habilidade do autor: 
Diversidade de ambientes: 
Tempo: 
Concordância com a época: 
Passagem do tempo: 
Personagens: 
Interação: 
Personalidades: 
Aparência e carisma: 
Estrutura Artística: 5
Capa: 5
Título da Obra: 5
Sinopse: 5
Diagramação: 5
- Erros:5
- Fontes/Ilustrações: 5
Estrutura Física: 4,5
Capa: 4
Páginas: 5
Minha Opinião: 3
Nota Final: 4,3