30/01/2014

[Resenha] Poseidon


Além da beleza fora do comum, com seu cabelo quase branco e seus olhos cor de violeta, Emma chama a atenção por ser um pouco desajeitada. Ela não se sente muito à vontade em lugar nenhum... e não sabe que sua misteriosa origem é a fonte dessa sensação.
Galen, princípe dos Syrenas, vasculha a terra procurando uma garota especial, capaz de se comunicar com os peixes - e que poderá salvar seu reino.  Quando ele se encontra com Emma, a conexão é imediata: embora não saiba, Emma parece ter o dom que Galen procura. Mas, então, por que ela não conseguiu salvar sua melhor amiga do ataque do tubarão?
Cabe ao príncipe convencer a teimosa Emma a enfrentar sua real natureza e aceitar o desafio. E nada pode impedi-lo de alcançar seu objetivo.




Era apenas um verão na praia. Areia branca, mar calmo, sol escaldante. Ninguém imaginava que terminaria com um ataque de tubarão e uma garota morta.
O nome dessa garota era Chloe. Mas a estória não é sobre ela, mas sim sobre sua melhor amiga Emma, que tem a vida virada de cabeça para baixo depois daquele fatídico dia em que assistiu sua amiga ser arrastada por um animal feroz e conheceu o cara que lhe diria coisas que ela não sabia sobre si mesma.
Escondidos no oceano vivem os Syrenas, que habituam o imaginário dos humanos como "sereias", mas cuja existência nunca foi comprovada. Eles são divididos em dois reinos: o de Poseidon e o de Tritão, e existe um lei que diz que os primogênitos de cada três gerações da Realeza dos dois reinos devem se casar, pra dar continuidade aos Dons dos Generais e ao sangue real. No entanto, a morte da princesa do reino de Poseidon, Nalia, impede que esse lei seja cumprida, causando grande alvoroço nos oceanos e muita tensão por uma sangrenta guerra que pode estourar a qualquer momento.
Galen é príncipe dos Syrenas, o segundo na linhagem, e responsável por garantir que os Syrenas não quebrem as leis, indo para a terra ou interagindo com seres humanos. Mas, desta vez, não é um infrator mas sim uma remota possibilidade que o atrai para a praia. Seu contato humano, o Dr. Milligan, garante que pode haver outra pessoa com o Dom de Poseidon, e que a mesma está vivendo entre os humanos.
Emma já chama atenção por sua aparência exótica, com cabelos quase brancos e olhos violeta. Porém ela nunca imaginou que essas características raras pudessem se deve a algo mais do que milagres de genética. 
Agora é tarefa de Galen fazer com que Emma conheça sua origem e do que é capaz, além de ter que resistir à tentação de possuir o que não é seu por direito... O dever irá falar mais alto do que o amor?

"O que teria feito se tivesse que escolher entre a sobrevivência da raça humana... [...] Diga se seria fácil abandoná-los se, com isso, pudesse ter a única coisa que quis a vida toda? Diga, Emma. O que você escolheria?"

Poseidon (Editora Novo Conceito, 285 páginas) tem tudo que um bom livro precisa: um enredo original, personagens cativantes e uma narrativa envolvente. Sentia falta de livros com tema sobrenatural que não envolvessem vampiros e lobisomens, e ofato de serem serias muito me agradou por nunca ter lido nada do tipo. 

"Na pior das hipóteses, elas me viram cambalear como uma morsa drogada em direção àquele total desconhecido porque eu estava olhando para baixo [...]"

Os personagens certamente são o ponto forte dessa obra. Todos têm personalidade muito bem construídas e diferenciadas. Emma, por exemplo, sempre traz para as cenas sua teimosia e doçura (além de seu jeito desastrado e timidez). Rayna, irmã gêmea de Galen, é espontânea e sempre fal o que pensa, às vezes de modo bem grosseiro. Toraf, melhor amigo de Galen, é super divertido e responsável por grande parte do humor da narrativa. E o próprio Galen chama a atenção por sua possessividade e charme.
Mesmo que hajam alguns elementos clichês na narrativa, como triângulos amorosos e um amor proibido, esta nos encanta pela forma como é conduzida pela autora, Anna Banks. Os capítulos são intercalados por narradores diferentes, um em primeira pessoa, na voz de Emma, e outro em terceira pessoa sobre a perspectiva de Galen. Embora não seja exatamente cheia de ação, a trama nos envolve por todos o mistério em torno do porquê Emma tem tais habilidades e pela interação entre os personagens. Por ser o primeiro livro da série é compreensivo que seja mais uma apresentação dos fatos, com muitas linhas soltas e coisas por serem explicadas. 
O desfecho da obra surpreendeu tanto que, se eu tivesse barbatanas, estaria roendo-as de curiosidade! livro muito recomendado, mas só depois de ter comprado todos da série!

Análise

Enredo: 4,6
Originalidade: 5
Narrativa: 5
Intensidade da trama: 4
Espaço: 5
Habilidade do autor: 5
Diversidade de ambientes: 5
Tempo: 5
Concordância com a época: 5
Passagem do tempo: 5
Personagens: 5
Interação: 5
Personalidades: 5
Aparência e carisma: 5
Estrutura Artística: 5
Capa: 5
Título da Obra: 5
Sinopse: 5
Diagramação: 5
- Erros:5
- Fontes/Ilustrações: 5
Estrutura Física: 5
Capa: 5
Páginas: 5
Minha Opinião: 5

Nota Final: 4,9