08/03/2014

[Resenha] Azul da Cor do Mar


ACASO, DESTINO ou LOUCURA? No caso de Rafaela, Pode ser tudo isso junto. Para alguém como ela, nada é impossível. Rafaela sonha desde a adolescência com o garoto que viu uma vez, perto do mar, carregando uma mochila xadrez... A idéia fixa não a impediu, porém, de ser uma menina alegre e muito decidida. Ela quer ser jornalista, e seu sonho está se concretizando: Rafaela Vilas Boas (um nome tão imponente para alguém tão desajeitado) conseguiu um estágio no melhor jornal de Minas Gerais. Mas, como estamos falando de Rafa, alguma coisa tinha que dar errado. O jornal é mesmo incrível, mas seu colega de trabalho, Bernardo, não é a pessoa mais simpática do Mundo. Em meio a reportagens arriscadas – e alguns tropeços -, Bernardo acaba percebendo, contra a sua vontade, que Rafaela leva jeito para a coisa... E que eles formam uma dupla de tirar o fôlego. Mas e a mochila? E o garoto, o envelope, as cartas? Um dia a estabanada Rafaela vai ter que se libertar dessa obsessão.


Rafaela, de 21 anos, está prestes a se formar em Jornalismo e acaba de conseguir um dos mais cobiçados estágios do seu curso: uma vaga no melhor jornal de Minas Gerais. Porém, nem tudo é um mar de rosas. Rafaela é incumbida de seguir os passos de Bernardo, o jornalista investigativo mais prestigiado do lugar, e o mesmo se mostra bem desagradado com  a ideia de um cachorrinho o seguindo. Será que com o tempo esse dois vão se acertar ou vão continuar brigando como gato e rato? Será que um grande amor poderia surgir desse aparente ódio?
Para Rafaela, a resposta para a última pergunta seria um veemente não. Primeiro porque Bernardo é muito prepotente. Segundo porque, desde criança, ela é obcecada por um outra pessoa, pelo garoto da mochila xadrez. Ela superaria essa obsessão que a acompanhou por anos para dar chance ao seu coração?
A obra de Marina Carvalho certamente me encantou. Amei os personagens, a trama e a forma como a história foi desenvolvida. Foi tudo muito bem pensado e tralhado. Entretanto, no desfecho me incomodou muito o fato de as emoções serem forçadas. Não me pareceu natural, não me convenceu, o que fez com que a obra perdesse muitos pontos comigo.

Análise

Enredo: 4
Originalidade: 3
Narrativa: 5
Intensidade da trama: 4
Espaço: 5
Habilidade do autor: 5
Diversidade de ambientes: 5
Tempo: 5
Concordância com a época: 5
Passagem do tempo: 5
Personagens: 4
Interação: 3
Personalidades: 5
Aparência e carisma: 5
Estrutura Artística: 5
Capa: 5
Título da Obra: 5
Sinopse: 5
Diagramação: 5
- Erros:5
- Fontes/Ilustrações: 5
Estrutura Física: 5
Capa: 5
Páginas: 5
Minha Opinião: 2

Nota Final: 4,2