23/05/2016

[Resenha] Inverso



E se do outro lado do espelho estivesse a vida que você sempre desejou?
Lá no fundo, Megan não quer ser quem é e nem viver essa vida triste, exatamente o inverso daquela que sempre sonhou para si. Tudo começa com a morte de sua mãe. A sensação terrível de que algo nunca mais vai ser como antes. E não será mesmo. O seu único alento é o carinho da irmã, que a vê como o que gostaria de ser quando crescer.
Mas há um novo mundo do outro lado dos espelhos. Um mundo igual ao seu, só que ao contrário. Um mundo perfeito onde as pessoas que morreram estão vivas e Megan é exatamente a garota que deveria ser.
Entrando nessa realidade pelo avesso, Megan começa uma perigosa busca por si mesma onde o reflexo de tudo que há de ruim tentará detê-la. Enquanto segue em frente ela deverá garantir a segurança das pessoas que mais ama.
Inverso é um romance cheio de suspense de Karen Alvares, autora de Alameda dos Pesadelos. Em um labirinto de escolhas sem poder sequer distinguir a própria imagem, Megan deverá lidar com a perda enquanto descobre quem é a garota que a encara no espelho.

Há um tempo atrás eu estava lendo muitas resenhas de Inverso, a maioria absoluta positiva, então quando vi que a Editora Draco lançou uma ação de e-books com blogueiros literários corri para garantir a leitura. Bem rapidinho recebi o código promocional da Amazon e tive uma primeira experiência agradável com o Kindle (sempre tive certa resistência com livros em mídia digital, sinto que estou traindo meus amigos impressos).
Em Inverso, somos apresentados à Megan, uma adolescente de 14 anos, cabelos tingidos de preto com mechas roxas e que carrega uma bagagem muito maior do que muitas garotas da sua idade. Devido à perda da sua mãe quatro anos antes, a garota assumiu responsabilidades para as quais ainda não estava preparada, como apoiar seu pai cujo mundo desmoronou e cuidar da irmã mais nova, Mina.

“Anos depois, seu pai estava ali, à sua frente, triste e vulnerável. Megan o abraçou e os dois choraram juntos. Era aquilo que eles compartilhavam. Era com aquilo que a maioria das garotas de sua idade não tinha que lidar. Era aquilo que os machucava, mas também os tornava fortes.”
A família pretende se mudar da antiga casa e começar uma vida nova em outro lugar, numa tentativa de superar a tragédia e seus traumas. Numa tarde arrumando os pertences de sua mãe, que há anos estavam da mesma forma como foram deixados, Megan vê algo estranho no espelho. Não é seu reflexo que a encara de volta, mas sim alguém que, embora tenha o mesmo rosto, é uma pessoa completamente diferente. A outra se chama Megami e, na sua realidade, a mãe está viva e ela a odeia. Em um minuto, Megan era ela mesma, a desajustada sofrendo de um duradouro luto, e no instante seguinte, ele está presa na vida de outra garota que não valoriza a presença da família, e cuja maior preocupação são as tardes no shopping comprando roupas.

“O espelho antes tão sólido, agora borbulhava ao seu redor, brilhando tanto que seus olhos estavam ofuscados pela luz. E Megan foi forçada a mergulhar em suas profundezas brilhantes e desconhecidas.”
A premissa de Inverso prendeu minha atenção desde a primeira vez que li a sinopse. Considerando que terminei a leitura, que é leve e fluida, em menos de um dia, posso dizer que não me decepcionei. Embora a protagonista seja muito jovem, ela é bem madura e se preocupa muito com o que restou de sua família. Seu maior sonho era possuir a vida de Megami mas, com o desenrolar da história ela percebe que para isso teria de abrir mão de muito do que é de extrema importância para ela: o relacionamento com o pai e a irmã, seu melhor amigo... Valeria a pena abdicar de tudo o que ela tem, só para conviver novamente com sua mãe - por mais que elas não troquem sequer uma palavra que não esteja cheia de mágoa?

"-Não vai embora, Meg. Promete, não vai embora - Mina disse com a voz abafada pela camiseta da irmã. - Promete. Você é o mais perto que eu tenho da mamãe. Não vá embora como ela."
A trama acabou fazendo com que eu refletisse muito sobre o que dizem sobre a grama do vizinho sempre parecer mais verde. Karen Alvares nos apresenta uma obra curta mas significativa, uma leitura viciante e que dói o coração quando chega ao fim - inclusive, a única coisa de que não gostei. Senti que a última parte de Inverso ficou muito corrida, aconteceu tudo muito rápido em poucas páginas. Gostaria de mais alguns capítulos para desenvolver os acontecimentos melhor. Mesmo que vá haver uma continuação (já confirmada pela autora), creio que o livro merecia ser encerrado melhor.

Título Original: Inverso
Autor: Karen Alvares
Editora: Draco
Lançamento: 2015
Páginas: 136
Avaliação: ★★★