06/06/2016

[Imaginação em Tela] O Boneco do Mal

Não recomendado para menores de 14 anos.
Greta (Lauren Cohan) é uma jovem americana que aceita um trabalho como babá em uma pequena vila inglesa. Porém, o garoto de 8 anos de quem ela tem que cuidar é, na verdade, um boneco de quem o casal cuida como se fosse um menino de verdade, como uma forma de lidarem com a morte do filho, ocorrida 20 anos antes. Após violar uma lista de regras do garoto, uma série de eventos inexplicáveis transformam a vida dela em um pesadelo.
A americana Greta é contratada para ser babá de um garotinho num casarão inglês no meio do nada. Ela logo descobre que a criança não era bem o que ela estava esperando: os idosos cuidam de um boneco como se fosse real, pois não conseguem aceitar a morte trágica de seu filho, Brahms, no dia de seu aniversário de oito anos.
Sua reação não é nada menos do que a esperada: a jovem ri e acha que tudo não passa de uma brincadeira. No entanto, ela entra no jogo ao perceber que os idosos levam aquilo a sério, listando rígidas regras a serem cumpridas no período de sua ausência.
Ao partirem, Greta quebra todas as regras dessa lista, ignorando a existência do boneco sinistro, e seus piores pesadelos se tornam verdade: parece que o espírito de Brahms ainda está na casa. Resta saber se ele vem para o bem ou para o mal.
Estava ansiosa para assistir esse filme desde que ele foi anunciado, mas quando decidi ir no cinema já era tarde demais - é um fato, sou completamente desligada com os filmes em cartaz. Quando vi que ele estava disponível na Netflix, não pude perder a oportunidade. 
A princípio, O Boneco do Mal estava atingindo e superando minhas expectativas. A primeira metade do filme é cheia de suspense psicológico e nos faz perguntar se as coisas estão realmente acontecendo ou se Greta só está tendo alucinações causadas por traumas que carrega do passado. O boneco é completamente sinistro e eu me perguntei diversas vezes se eu iria seguir as regras da lista ou não - só sei que ela deveria ter seguido.
Porém, na segunda parte o enredo cai num precipício. De uma trama interessante e envolvente, passa para um enredo que tentou estar um passo a frente dos espectadores mas só conseguiu decepcionar. A solução do mistério simplesmente joga por água abaixo tudo o que foi construído anteriormente no filme. Para piorar a situação, nada foi explicado na tentativa de um gancho para uma continuação. Isso só contribuiu para um filme sem pé nem cabeça, pois é pouco provável que um próximo filme seja produzido, devido a bilheteria baixa que O Boneco do Mal apresentou.
Infelizmente, um filme que poderia ter sido favoritado recebeu apenas três estrelas, devido a um erro horrível no roteiro que estragou toda a experiência.

Título Original: The Boy
Lançamento: 18 de fevereiro de 2016
Duração: 1h 37min
Direção: William Brent Bell
Gênero: Terror
Nacionalidade: EUA
Avaliação: ★★★