18/07/2016

[Seriado] Stranger Things


Hora errada no lugar errado, define a trama inicial de Stranger Things. Quatros amigos estão há mais de 10 horas em sua campanha de RPG, o que significa que já é hora de voltarem para suas casas. Will (Noah Schnapp), que aparentemente é o que mora mais longe, decide cortar caminho em meio a "Florestas das Trevas" e lá acaba encontrando com algo além da ficção de RPGs.
A partir daí, a história se desenvolve em cima da busca pelo menino desaparecido: Mike (Finn Wolfhard), Dustin (Gaten Matarazzo) e Lucas (Caleb McLaughlin) realizam suas próprias expedições à "Floresta das Trevas" e lá encontram Eleven (Millie Brown), uma garota mais ou menos da idade deles, com o cabelo raspado e de poucas palavras. Joyce (Winona Ryder), mãe de Will, acredita estar sendo contatada pelo seu filho através das luzes e, claro, ninguém acredita nela. Jonathan (Charlie Heaton), realiza a busca pelo irmão junto com Nancy (Natalia Dyer), irmã de Mike, que procura por sua melhor amiga, Barb. Por último temos o Xerife Hopper (David Harbour), que ao tentar fazer seu trabalho acaba suspeitando do envolvimento de um laboratório de pesquisa situado nos arredores da cidade. 
É verdade que a série pode ser dividida em duas partes: a primeira metade onde somos introduzidos às personagens e situados temporalmente e a segunda onde tudo começa a desandar. Alguns podem considerar isso como uma queda na qualidade, todavia eu penso que isso apenas representa um pouco da própria realidade. Em que muitas vezes uma hora tá tudo bem e na hora seguinte estão acontecendo tantas coisas que não se tem tempo nem de respirar (o último mês antes do vestibular/ENEM costuma ser assim).
Inicialmente o primeiro episódio não me pareceu muito atrativo, era um tanto quanto clichê e não tinha nada que realmente me prendesse. Depois eu decidi dar uma segunda chance (estar entediado faz isso mesmo) e então já era, não consegui parar de assistir até terminar o 8 episódios (literalmente). Apesar de, aparentemente, ser uma história comum, com o passar do episódios nos deparamos com algo além do mistério e suspense. Essa é também uma série sobre amizades, promessas, a dor da perda e acreditar em si quando ninguém mais o faz.