03/08/2016

[Imaginação em Tela] Truque de Mestre

Não recomendado para menores de 12 anos
Daniel Atlas (Jesse Eisenberg) é o carismático líder do grupo de ilusionistas chamado The Four Horsemen. O que poucos sabem é que, enquanto encanta o público com suas mágicas sob o palco, o grupo também rouba bancos em outro continente e ainda por cima distribui a quantia roubada nas contas dos próprios espectadores. Estes crimes fazem com que o agente do FBI Dylan Hobbs (Mark Ruffalo) esteja determinado a capturá-los de qualquer jeito, ainda mais após o grupo anunciar que em breve fará seu assalto mais audacioso. Para tanto ele conta com a ajuda de Alma Vargas (Melanie Laurent), uma detetive da Interpol, e também de Thaddeus Bradley (Morgan Freeman), um veterano desmistificador de mágicos que insiste que os assaltos são realizados a partir de disfarces e jogos envolvendo vídeos.
Há um bom tempo o Pedro tentava me convencer de assistir esse filme, mas minha aversão por filmes de ação fazia desta uma árdua tarefa. Não consigo achar graça em acompanhar sempre a mesma trama envolvendo um jogo de gato e rato. Devo admitir, contudo, que Truque de Mestre me surpreendeu - e isso se deve principalmente por mágicos estarem envolvidos.
Tenho certa fascinação por esses truques. Um pouco de medo, até, quando não consigo solucionar o mistério. E o tempo inteiro o filme brincou com isso: a linha entre mágica e magia ficava tênue constantemente e eu quase acreditava que havia algo sobrenatural envolvido... Aí o truque era explicado e eu me sentia completamente ingênua por não ter pensado em uma solução mais racional.
As primeiras cenas já apresentam os quatro protagonistas e um pouco de seus "talentos". Daniel Atlas tem uma certa reputação, mas ainda vive apenas de pequenas apresentações. Sua ex-assistente de palco, Henley, também deu um jeito de conquistar o seu espaço com uma perfomance um tanto quanto perturbadora - que, por sinal, rendeu uma das cenas mais icônicas do filme. Jack é um golpista que usa suas técnicas de ilusionismo para bater carteiras dos desavisados e Resta Merritt é um mentalista especializado em hipnose.
Mas não é só a atenção do telespectador que eles conquistaram. Uma figura desconhecida ronda cada um deles e é responsável por reunir o grupo com o objetivo de realizarem números de mágica a grande porte. Há um intrincado plano por trás da identidade secreta do idealizador dos eventos - que incluem assaltar um banco em Paris e despistar o FBI conforme o ato final se aproxima.
A grande sacada de Truque de Mestre é, justamente, deixar o telespectador tentando descobrir como tal situação foi possível e depois surpreendê-lo pela resposta. A narrativa é cheia de mistério e de papéis carismáticos, tornando quase impossível não torcer para que os mágicos sejam bem-sucedidos. Os personagens, por outro lado, são fracos e pobremente desenvolvidos, limitando-se aos clichês de sempre - o que não chega a atrapalhar a experiência do filme.
Ao assistir esse filme você não vai se deparar com algo revolucionário. Bem longe disso. A intenção desse enredo é puro entretenimento e, considerando que todas as explicações são entregues de bandeja ao telespectador, também não deixa espaço para muita reflexão pós-exibição. Vale pelo suspense e cenas de perseguição que prendem no sofá pelas suas quase duas horas de duração.

Lançamento: 5 de julho de 2013
Duração: 1h 56min
Direção: Louis Leterrier
Gênero: Suspense, Policial

Até a próxima!