23/04/2017

A Jornada | Erin E. Moulton

Às vezes só precisamos de um pouco de fé. 

Os preparativos de Halloween estavam à todo vapor e, dessa vez, Maple com certeza ganharia de sua irmã mais velha - Dawn - na competição de abóbora mais bem-esculpida. Mamãe estava na cozinha, fazendo a massa do bolo com a sua barrigona encostando na bancada, e papai brincava com Beetle, a caçula - pelo menos até que Lily nascesse. Apenas um dia corriqueiro na vida da família Rittle, mas um momento mágico de felicidade plena. 
Até que não é mais. A mãe de Maple entra em trabalho de parto, muito antes do previsto e tem que ser levada às pressas para o hospital. As garotas mais velhas, assustadas, ouvem escondidas que Lily precisa de um milagre para sobreviver.
Uma lenda antiga, contada pela sua mãe, acaba se tornando a única esperança de Maple para salvar a irmã recém-nascida: as lágrimas da Mulher Sábia da Montanha tinham propriedades curativas únicas para aqueles que pediam sua ajuda com um coração puro e sincero. Mas a viagem seria perigosa - especialmente para uma garota de apenas nove anos sozinha. Um pouco a contra-gosto, Dawn se junta à jornada pelo milagre. Unidas, as irmãs farão de tudo por amor. 

O amor é a melhor solução.

Não foi a primeira vez que me vi encantada pela narrativa singela e pura sobre o amor sincero entre irmãs - e quão longe ele pode nos levar. Li a obra pela primeira vez em 2011, logo após o lançamento, e posso dizer que A Jornada é uma leitura para a família, aquele tipo de livro que você vai querer ler para suas filhas antes delas irem dormir (só não vale esquecer de deixar claro que é uma péssima ideia tentarem se aventurar sozinhas por aí rs).
"Ela puxa minha cabeça para perto da sua e começa a me abraçar de novo. De um jeito que a mamãe ou a vovó me abraçariam, do jeito que eu abraçaria Beetle ou o bebê. O tipo de abraço protetor dado por uma pessoa mais velha."
Uma das características que mais me conquista nesse livro é o fato de que as crianças são, de fato, crianças: elas agem como garotas de sua idade, tem ideias impulsivas e perigosas, brigam uma com a outra e - acima de tudo - amam sua família com todo o seu ser. É impossível não se apaixonar pela esperança que move essas garotas, que acreditam serem capazes de salvarem a irmã que já amam sem sequer conhecerem.

Uma tarde e chá de maçã

Vale mencionar também a diagramação caprichada da Editora Novo Conceito, que me surpreendeu: creio que, seis anos atrás, eu não dava tanta importância para o projeto gráfico quanto dou agora. Como vocês podem ver pelas fotos (eu espero), a segunda capa do livro é toda ilustrada com lindas borboletas em um tom agradável de laranja e todo capítulo conta com as mesmas ilustrações em tons de cinza. Gosto muito desses detalhes, acho que deixa a leitura mais confortável! 
O enredo de A Jornada é extremamente simples, logo não recomendo se estiver procurando por algo mais elaborado e instigante. A narrativa tem um ritmo muito fluido, o que permite ler as apenas 200 páginas do volume em uma tarde de preguiça na cama - acompanhada daquele chá bem docinho de maçã (o meu preferido!).
Título: A Jornada | Autor: Erin E. Moulton | Editora: Novo Conceito | Páginas: 200


O que vocês acharam dessa história mais que fofa? Já leram? Me contem nos comentários!