28/11/2017

Que tipo de leitor você é?

Quem mais estava com saudade de ver tags por aqui? Eu senti bastante falta desse tipo de postagem, porque é uma forma de vocês me conhecerem melhor e é um texto mais descontraído, gostosinho de escrever! Fiquei muito feliz quando a querida Luana Souza, do blog Memorialices, me marcou para responder um teste curtinho e divertido chamado "que tipo de leitor você é?", criado pelo Club Tag Livros - e seguindo o exemplo da mesma, trouxe as minhas respostas e impressões para vocês. 

Quando um personagem que você adora morre, o que você faz?

A opção que eu escolhi foi "fico chateada, mas vida que segue" - mas a verdade é que nenhuma das opções conseguiu representar como eu fico: chateada é muito pouco para descrever a desolação que eu sinto, os olhos enchendo de lágrimas o nariz já começando a escorrer, aquela cena linda e nem um pouco higiênica de quem está prestes a chorar. Quando tem alguém perto eu respiro fundo e me recomponho, mas quando estou sozinha... Eu até paro de ler o livro, porque preciso absorver a situação - e às vezes sinto até dificuldade de continuar a leitura, porque não quero entrar em um universo em que aquele personagem não existe. Um fato curioso é que até hoje não li o último volume de uma das minhas trilogias preferidas exatamente por causa disso: não consegui lidar com a morte de alguém e só de lembrar daquele momento me dá um aperto no coração.


Quando acontece uma reviravolta chocante na história que você está lendo, qual a sua reação?

D-E-S-E-S-P-E-R-A-D-A. Não tinha alternativa que descrevesse melhor. Eu pulo, eu grito, eu entro em pane total. E devoro as próximas páginas alucinadamente.

Você espera que os livros que lê te façam...

Essa pergunta me deu um nó! Eu simplesmente não sabia escolher entre pensar e sentir, visto que eu e minha lua em aquário não permitem uma separação tão rígida entre razão e emoção. Gosto de me sentir tocada por um livro, mas nunca vou ler sem refletir sobre o que o autor está me passando ali: vocês podem notar isso pelas minhas resenhas, nas quais eu costumo "problematizar" algumas questões mais ligadas ao âmbito psicossocial do enredo - machismo, racismo, preconceitos em geral. Por outro lado, não me imagino gostando de uma leitura que me faça apenas pensar sem me envolver, logo acabei escolhendo sentir.

Agora, queremos saber sua opinião sobre um assunto polêmico: spoilers!

Saio correndo só de ouvir essa palavra. Não ligo para spoiler de filme e não chego a terminar amizades porque me contaram o que ia acontecer em uma série... Mas não OUSE estragar minha experiência de leitura, SENÃO EU VOU ATRÁS DE VOCÊ. Eu evito até mesmo ler a sinopse na contra-capa do livro, porque já peguei informações de lá que arruinaram minha leitura. E lembro muito bem quando uma garota parou na minha frente e contou quem morria no livro que eu estava lendo - quando a situação de fato aconteceu, eu chorei mais de raiva do que por causa da personagem, e nem foi porque eu não gostava dela: foi porque o ódio era maior. Bem maior.

O que você faz sempre que entra em uma livraria?

É muito raro que eu vá em uma livraria para de fato comprar os livros - não por falta de querer, mas de poder mesmo: o orçamento universitário não permite algumas extravagâncias, mesmo as literárias. Então só costumo ir para ficar babando pelas capas de livros bonitas mesmo e leio a sinopse dos que me parecem interessantes para adicionar à minha lista infinitas de desejados. Gosto muito também de ir nas Leituras que têm um espaço dedicado à leitura, consigo passar horas sentada confortavelmente naquele ambiente agradável lendo até meus olhos pararem de me responder.

E por fim, pra você, a melhor parte da leitura é a possibilidade de...

Com certeza,  de conhecer outras realidades - especialmente aquelas totalmente diferentes da minha e que acabam se tornando familiares com o passar das páginas. Ler é uma experiência incrível: pode te levar para outros mundo ou, pelo menos, para outras vivências - sendo sempre uma grande oportunidade de aprender mais sobre si mesmo, sobre a vida, e sobre compreender melhor as pessoas ao seu redor - a tal da empatia.

Eu sou... leitora emotiva!

De acordo com o site: Alegria, tristeza, raiva, nervosismo… Esses e outros sentimentos são seus velhos conhecidos sempre que você tem um livro em mãos. Por se envolver tanto com as histórias e com os personagens, os livros são seus melhores amigos!

Façam o teste (é rapidinho) e me contem o resultado nos comentários! 
Espero que tenham gostado da postagem de hoje ♡

VOA, LIBELINHA
VOA 🙙