Destaques

Newsletter

08/03/2018

Inventei Você? | Francesca Zappia [+ sorteio]

Nós abominamos spoilers. Você está seguro.

Você é real?

Alex tem cabelos vermelhos. Não alaranjados, não ruivos ⎼ vermelhos. Como as lagostas. Quando Alex se comporta bem, ela pode ficar perto do tanque enquanto a mãe faz compras ⎼ e hoje ela se comportou excepcionalmente bem, ganhou até mesmo um achocolatado que bebe com reverência enquanto conversa com as pobres lagostas. Ela quer libertá-las, mas nunca pensou em um plano bom o suficiente para isso. Quando um garoto fedendo a peixe, com os olhos mais azuis que ela já viu e ligeiramente suspeito ⎼ afinal, quem nunca tomou achocolatado? ⎼ fala que ela cheira a limões ao invés de comentar sobre seu cabelo vermelho, ela decide que quer ser amiga dele. E para que mais servem amigos além de libertar lagostas de um tanque lotado delas?
Resenha "Inventei Você?", de Francesca Zappia
Olhos Azuis foi seu primeiro amigo. E também uma alucinação. Pouco depois do episódio caótico no supermercado, Alex é diagnosticada com esquizofrenia paranoide: nem sempre ela consegue diferenciar a realidade do que é produto da sua mente. Quem a vê por aí, olhando para todos os lados (verificação de perímetro, nazistas e comunistas se escondem onde menos se espera), remexendo sua comida (alguém pode tentar envenená-la a qualquer momento) e tirando fotos de cenas aleatórias com sua inseparável máquina fotográfica, pode pensar que ela é um tanto quanto excêntrica ⎼ mas a verdade é que ela registra todas as coisas incomuns que presencia, para conferir no final do dia o que continuaria nas fotos reveladas. 

"⎼ E se você não for real porque nada disso é real?
⎼ Se nada é real, então de quê importa?"


Alex não quer que as pessoas descubram. Ela não aguentaria novamente os olhares receosos do que a "louca" poderia fazer a seguir, especialmente não depois do probleminha que ela teve no colégio anterior. Embora o cabelo não ajude muito, ela tenta passar pelo seu último ano da forma mais discreta possível... até conhecer Miles, um garoto-problema que não parece muito disposto a simplesmente deixá-la em paz ⎼ e que, por algum motivo, a faz pensar naquele menino de tantos anos atrás que nunca havia tomado achocolatado. Antes que Alex perceba o que está acontecendo, ela está se comportando tal qual qualquer outro adolescente: fazendo amigos, indo a festas que não queria ir, se apaixonando pela primeira vez e se metendo em encrencas inconsequentes. Mas... ela está preparada para ser normal? A questão que fica é: o que é real? E... como descobrir?
Resenha "Inventei Você?", de Francesca Zappia

Literalizando...

Devo admitir que minha primeira reação ao receber este livro foi de medo: como estudante de psicologia, temia que a esquizofrenia ⎼ um transtorno psiquiátrico tão mal compreendido pelo senso comum ⎼ fosse retratada de uma forma irresponsável. Foi com grande satisfação que percebi que Francesca Zappia, com apenas dezoito anos e em um livro de estréia, trouxe um retrato justo do que é esse sofrimento mental (mesmo que adaptado ao clima do livro). Alguns aspectos são mais marcados, enquanto outros tomam uma forma mais sutil, porém Alex ainda é apenas uma adolescente que está lidando com situações muito difíceis da melhor maneira possível ⎼ ela não é representada como o pavio curto que pode explodir a qualquer balanço do mundo, nem a vítima coitadinha que não consegue se virar sozinha por conta da doença. É uma personagem cativante, divertida e provocativa com sua inteligência afiada, porém tem vulnerabilidades ⎼ como todos nós. 

"Acreditar que algo existia e depois descobrir que não era como chegar ao topo da escada e pensar que ainda havia mais um degrau."


No entanto, por mais que Alex tenha me encantado, não pude deixar de perceber alguns pontos que não arruinaram a obra, mas tiraram muito de seu potencial: os personagens secundários, que foram muito pouco trabalhados mesmo que possuíssem profundidade para tal, e o enredo. A autora falhou pelo excesso na trama. Inventei Você? é um livro com uma premissa pouco ousada (personagens que se conheceram na infância e só se reencontraram na adolescência) com um grande diferencial ⎼ sendo este o fato de Alex ser uma narradora não-confiável, com limites pouco claros entre o que é real ou imaginário, uma esquizofrênica lidando com o já difícil período de rupturas da adolescência. Especialmente considerando a revelação que a autora traz durante o desenrolar da história, teria sido mais do que o suficiente ⎼ até mesmo favoritado. Porém, Francesca adicionou um mistério que ficou deslocado na trama e acabou por ser pouco trabalhado: não havia uma motivação clara, nem uma ligação plausível com a proposta da obra. Isso acabou por tornar a leitura arrastada e desinteressante em alguns momentos. Às vezes, menos é mais: e esse é um desses casos.
Resenha "Inventei Você?", de Francesca Zappia
Inventei Você? é um livro de romance, com uma pitada de mistério e drama, voltado para o público jovem. Discute temas como saúde mental e o bullying, sobre como é difícil ser e lidar com o diferente não só na adolescência ⎼ mas em todos os momentos da vida. É uma leitura recomendada!

Aleatoriedades

  • Sou apaixonada por essa capa mas passei muita raiva tentando fotografá-la! Tentei uma vez, deu tudo errado e eu deixei de lado por um tempo até ter coragem de tentar de novo. Nada combinava, os tons ficavam errados, o sol decidia esconder atrás de uma nuvem bem na hora do clique... Foi uma luta!
  • Esse livro me ensinou muita coisa, como a existência de um transtorno chamado alexitimia ⎼ que, de acordo com o teste oficial, eu apresento em níveis alarmantemente altos. Se trata da dificuldade de verbalizar emoções e descrever sentimentos: algo que todo mundo passa de vez em quando, né? Não é uma doença, só uma característica que aparece em diferentes níveis.
  • Gosto muito de obras que tratem de transtornos mentais e não posso deixar de me lembrar de A Menina Submersa (meu livro preferido), visto que Imp e Alex sofrem do mesmo diagnóstico.

"Às vezes, acho que as pessoas tomam a realidade como algo certo."


Você gostou do livro? Não se aguenta de curiosidade para ler? Então que tal participar de um sorteio para ganhar um exemplar? Sim, essa é uma resenha premiada! Para participar, é muito fácil: nenhuma das opções do formulário Rafflecopter abaixo são obrigatórias, você faz as que se sentir mais confortável ⎼ mas lembre-se, quanto mais entradas, mais chances de ganhar!

O sorteio é válido apenas para território nacional, e estará ativo até 08/04. O ganhador será notificado por e-mail e, caso não responda em 48h, o livro será sorteado novamente. A obra será enviada por minha conta em até 40 dias para o endereço informado pelo ganhador ⎼ não me responsabilizo por eventuais danos ou extravios nos Correios. Qualquer questão que surgir, será resolvida por mim!

Título: Inventei Você? | Autor: Francesca Zappia | Ano: 2017 | Páginas: 346 | Compre na Amazon
Comprando por este link, você ajuda o blog a crescer - e não paga nadinha a mais por isso!


Ufa! Ainda estão aí? O que acharam do livro? Já leram ou leriam? Me contem nos comentários!

VOA, LIBELINHA
VOA 🙘

Obra recebida como cortesia do Grupo Editorial Record. Isso não afeta a honestidade da minha opinião!

Comentários via Facebook

@literalize.se

© Literalize-se – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in