Destaques

Newsletter

04/06/2018

História é tudo que me deixou | Adam Silvera

Nós abominamos spoilers. Você está seguro.

A vida é como um quebra-cabeças...

...nem sempre as peças se encaixam, e simplesmente não faz sentido forçá-las a ocupar um lugar ao qual não pertencem. Depois de tanto tempo com (e sem) você, Griffin aprendeu a lição ⎼ mas não se engane: a ausência de uma peça tão marcante pode fazer com que o restante do quadro perca todo o sentido, mesmo que temporariamente. Talvez você siga o seu caminho em um dos universos alternativos que não consegue evitar de criar em sua cabeça brilhante ⎼ que nenhum de nós consegue verdadeiramente compreender ⎼ mas aqui, nesta dimensão que chamamos carinhosamente de "realidade", você está morto. Você está morto e as pessoas estão se despedindo de você pela última vez antes de esquecerem sua história ⎼ mas nós não estamos prontos para dizer adeus. Ainda não.
História é tudo que me deixou, de Adam Silvera
Não é fácil ver sua pessoa favorita sendo tomada de você ⎼ por isso, peço que compreenda a dor e o sofrimento de Griffin nesse momento: ele foi deixado para trás e, desta vez, nem mesmo sua inquestionável crença no amor que os une pode dá-lo a mínima esperança de que um dia você voltará. De que é uma questão de tempo até que você se lembre dos momentos que viveram juntos no melhor universo que poderia ter sido criado: aquele no qual descobriram o que significa amar, juntos. E ele esteve esperando ⎼ enquanto você ia para a faculdade, conhecia novas pessoas e o substituía por outro... Não que eu o julgue, Theo. Apenas quero que entenda que Griffin está despedaçado e que não vai conseguir lidar com essa situação da forma como você provavelmente gostaria... especialmente quando se trata de Jackson.

“Você nos deixou sós. Sua morte nos deixou como peças soltas deste quebra-cabeças esquisito que não se encaixam direito, mas que são suficiente para produzir uma imagem: dois garotos apaixonados por um que nunca mais voltar.” [187]

Sejamos justos: seu atual namorado tem tentado fazer contato de uma forma amigável, porém Griffin está muito perdido em suas compulsões e comportamentos auto-destrutivos para notar que Jackson carrega no olhar o mesmo vazio com que ele mesmo luta diariamente desde que recebeu a notícia de sua morte. Posso estar terrivelmente enganada, Theo, mas creio que esta aproximação seja inevitável ⎼ são dois corações feridos buscando consolo em qualquer pedaço de você que puderem encontrar, mesmo que para isso tenham de ouvir sobre seu amor por outra pessoa e conhecer fragmentos inéditos de você. Se este alívio momentâneo será salvação ou condenação, só Jackson e Griffin podem dizer: afinal, a história foi tudo que você os deixou.
História é tudo que me deixou, de Adam Silvera

Literalizando...

Meu interesse por esse livro surgiu no exato momento em que percebi se tratar de um relacionamento homossexual: verdades sejam ditas, embora a temática venha ganhando destaque ainda é pouco seu espaço na literatura. Mesmo sem conhecer o trabalho de Adam Silvera, minhas expectativas quanto a obra estavam altíssimas devido a diversos fatores além da temática ⎼ entre eles, o título e o trabalho gráfico, que são extremamente atrativos ⎼ e nem mesmo isso foi capaz de me preparar para o tanto que eu me emocionaria. Não sei dizer se foi pela forma como Griffin conta sua história com Theo ⎼ e reage à história dele com Jackson ⎼, se foi pela dor palpável de cada momento do seu luto ou se foi pela profundidade dos personagens, cada qual com suas peculiaridades: o conjunto da obra te guia por uma montanha-russa das mais intensas emoções.  

“As pessoas são quebra-cabeças muito complexos, sempre tentando ter uma noção do conjunto, mas, às vezes, entendemos errado e, às vezes, ficamos incompletos. Às vezes, é melhor assim. Algumas peças não podem ser encaixadas à força, ou pelo menos não deveriam, pois não fariam sentido.” [228]

Foi inusitado para mim o fato de que o enredo não gira em torno do drama que todo adolescente LGBT enfrenta quando decide ser a hora de revelar a si mesmo para a família ⎼ aqui, o maior problemas dos adolescentes em seu relacionamento é ter "aquela" conversa sobre se proteger: um constrangimento comum a todos nós. Não há nenhum estranhamento sobre a sexualidade e isso me deixou com o coração quentinho, porque é assim que as coisas deveriam ser: não cabe a qualquer um questionar ou tentar mudar o amor dos outros. Além disso, Adam Silvera também trabalha de forma sutil o TOC, ou Transtorno Obsessivo Compulsivo: um daqueles sofrimentos mentais que muita gente banaliza nas redes sociais mas ignora a angústia profunda que causa a quem de fato o possui. Este não é apenas mais um romance: e são estes detalhes que fazem toda a diferença.  
História é tudo que me deixou, de Adam Silvera
História é tudo que me deixou é um drama romântico com temática LGBT, que se propõe a abordar assuntos como o primeiro amor e a impossibilidade de conhecer alguém verdadeiramente, além de tratar das questões do luto ⎼ a culpa que os que ficam sentem e a dificuldade em seguir em frente ⎼ e das mazelas do transtorno obsessivo compulsivo. Essa obra é voltada para o público jovem adulto, embora eu acredite que qualquer idade se emocionaria com uma leitura tão envolvente sobre o amor e a dor de perdê-lo.

Aleatoriedades

  • Os personagens de Adam Silvera são tão bem construídos que eu senti que conhecia Theo o suficiente para conversar diretamente com ele ⎼ assim como Griffin faz durante todo o livro, por o sentir ainda tão próximo de si.
  • Me identifiquei muito com Griffin e suas compulsões porque, de certa forma, também tenho algumas: enquanto ele é obcecado por números pares, eu tenho a mesma característica com números primos; nós temos uma espécie de imã para o lado esquerdo das pessoas ⎼ mas no meu caso, não acontece em grupos maiores... De alguma forma, me senti consolada ao perceber essas semelhanças.
  • A DarkSide que se cuide, porque a Hoo Editora já está conquistando um lugar mais do que especial no meu coração: a proposta deles é dar mais visibilidade à literatura por e para a comunidade LGBT e cada lançamento é mais incrível do que o outro!
  • Essa blusa (que é da Vous Store, um brechó de beagá que eu amo) tem uma estampa de girl power além do arco-íris ⎼ vocês não imaginar o contorcionismo que eu fiz para tentar esconder com as pernas o que eu não queria que aparecesse hihi 

“A ferida nunca fecha e a dor permanece, sempre aguda, sempre ardente, sempre sufocante, sempre sangrando.” [115]


Título: História é tudo que me deixou | Autor: Adam Silvera | Ano: 2017 | Páginas: 304 | Compre na Amazon
Comprando por este link, você ajuda o blog a crescer ⎼ e não paga nadinha a mais por isso!


Ufa! Ainda estão aí? O que acharam do livro? Me contem nos comentários!

VOA, LIBELINHA
VOA 🙘

Obra recebida como cortesia da Hoo Editora. Isso não afeta a honestidade da minha opinião!

Comentários via Facebook

@literalize.se

© Literalize-se – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in