Destaques

Newsletter

20/07/2018

Donnie Darko | Richard Kelly

Nós abominamos spoilers. Você está seguro.

O mundo está acabando

Ouça a trilha sonora oficial do filme enquanto lê esta postagem. Sério.

Donnie Darko tem nome de super-herói ⎼ e talvez até possa ser considerado um, dependendo do ângulo que se olha: você pode vê-lo como apenas outro adolescente problemático ou como o responsável pela manutenção do mundo como o conhecemos (pelo menos por enquanto)... Não sabe do que eu estou falando? Então vamos por partes. Mas creio que deva estar avisado da possibilidade de nossa existência nada mais ser do que um mero universo tangente ⎼ que pode ter entrado em colapso milhares de vezes só enquanto você lia este parágrafo, sem sequer termos noção disso.
A esquizofrenia é um distúrbio mental no qual o indivíduo perde o contato com a nossa realidade¹ por meio de delírios e alucinações, desnorteando boa parte de seu raciocínio coerente e lógico além de apresentar emotividade e interação social inadequadas. Quando um adolescente com sintomas esquizofrênicos e sonambulismo diz ter sido atraído para fora de sua cama no meio da noite por um coelho de dois metros de altura que lhe alertou sobre a proximidade do fim do mundo ⎼ 28 dias, 06 horas, 42 minutos e 12 segundos, para ser mais exato ⎼, o caminho mais curto é questionar se ele tem tomado sua medicação corretamente. Atalhos, porém, são a maneira mais fácil de ficarmos perdidos quando não sabemos onde pisar.

Me diz, por que você está usando essa fantasia estúpida de coelho?
⎼ Por que você está usando essa fantasia estúpida de homem?❞


Coincidentemente, foi o mesmo evento com o coelho que salvou (ou condenou) Donnie Darko: na noite em que ele vagou pelas ruas desertas de seu bairro, indo parar em um campo de golfe, uma turbina de avião misteriosamente caiu em seu quarto ⎼ não haveria chance de sobrevivência se ele estivesse ali. Mas o que pareceu um golpe de sorte a princípio se revela uma trama um tanto mais macabra quando o garoto passa a ser assombrado pelas aparições de Frank, o coelho gigante, e por visões cada vez mais enigmáticas enquanto aguarda pelo fim do mundo ⎼ além de, é claro, ter de lidar com os conflitos comuns a todos nós nessa fase de eclosão hormonal: a descoberta do primeiro amor e do sexo, a incompreensão da família e o autoritarismo das instituições, a hipocrisia velada que embala a vida adulta e a eterna busca pelo sentido da vida (se é que ele existe)...

Literalizando...

O filme, que foi lançado em 2001, virou fenômeno mundial pelo exato mesmo motivo pelo qual foi duramente criticado (antes, durante e depois de sua produção): não existem respostas. Richard Kelly queria revolucionar o cinema e trazer para o público algo que gerasse incômodo. O objetivo dele era que as pessoas saíssem das salas de cinema se questionando, refletindo, conversando sobre o que acabaram de assistir ⎼ e ele conseguiu. Ainda hoje, independente de já existir algo como uma "teoria oficial", surgem teorias alternativas aos montes (inclusive a minha que talvez eu compartilhe aqui algum dia, quem sabe?). Creio que é esse o elemento-chave para a obra ser tão instigante: tal qual Donnie, nós não somos capazes de distinguir claramente o que é real e o que é imaginário. 

❝Nunca existe uma única resposta para qualquer pergunta. A explicação de cada um muda de acordo com a sua criação, o lugar onde foi criado, quem o criou.❞


A edição publicada pela DarkSide Books reune, em um só volume, com prefácio assinado por Jake Gyllenhall (ator que encarnou Donnie Darko), entrevista com o autor Richard Kelly feita por Kwvin Conroy Scott, o roteiro original do filme ⎼ que possui, inclusive, cenas belíssimas que para a infelicidade dos fãs não foram para a telonas ⎼ e trechos de A Filosofia da Viagem no Tempo, escrito pela Vovó Morte Roberta Sparrow. É importante esclarecer de que essa publicação não se trata de uma adaptação literária do filme: é uma obra de fã para fã, que vai proporcionar aos meros mortais  incansáveis na arte de tecer novas teorias um olhar mais minucioso sobre pequenos detalhes que fazem toda a diferença no enredo como um todo.
Donnie Darko é uma obra de suspense e mistério voltado para o público jovem adulto, embora seus enigmas intriguem pessoas de todas as idades. Trata de temas como a esquizofrenia e puberdade ao mesmo tempo em que aponta, para o leitor ou telespectador atento, que há muito para para ver abaixo da superfície de cada um.

Aleatoriedades

  • Eu queria que essas fotos fossem o mais escuras e sombrias quanto possível, porque essa é a sensação que a obra (tanto filme quanto livro) transmitem para mim. Acho que foi a primeira vez que eu senti raiva do sol aparecer e não dele sumir na hora de clicar.
  • Ganhei essa edição de presente de aniversário em 2017 (valeu, mozão!) e comecei a ler quase no mesmo momento em que abri o pacote. Sim, eu demorei mais de seis meses para tomar vergonha na cara e escrever essa resenha!

Título: Donnie Darko | Autor: Richard Kelly | Ano: 2016 | Páginas: 240 | Compre na Amazon
Comprando por este link, você ajuda o blog a crescer ⎼ e não paga nadinha a mais por isso!


Ufa! Ainda estão por aí? O que acharam do livro? Me contem nos comentários!


¹ O indivíduo esquizofrênico perde o contato com o que nós consensualmente definimos como realidade, ingressando numa em que nós não reconhecemos mas que não deve ser descaracterizada como legítima. O fato de ser uma realidade individual em que não nos identificamos não a torna passível de ser desqualificada: é importante sempre ter em mente que devido à nossa subjetividade única, cada um de nós vê e percebe o mundo de uma forma diferente. A esquizofrenia, porém, além de suas características mais estereotipadas, também traz prejuízos dos mais diversos aos indivíduos (como, por exemplo, degeneração das capacidades mentais e isolamento social) ⎼ por isso precisa ser tratada com cuidado. Quis deixar esse adendo claro porque é importante parar de estigmatizar os sofrimentos mentais: são pessoas como as gente, com sofrimentos às vezes difíceis de conceber do nosso lugar, mas que merecem e devem ser respeitadas.

VOA, LIBELINHA
VOA 🙘

Comentários via Facebook

@literalize.se

© Literalize-se – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in