Destaques

Newsletter

08/08/2018

HQ Se Apagar | Apoie no Catarse!

Só há bem pouco tempo tive a oportunidade de conhecer o Catarse, uma plataforma de financiamento coletivo que permite ao usuário apoiar inúmeros projetos incríveis para que eles finalmente saiam do papel (e você ainda ganha recompensas por isso!). Já nesse primeiro contato não pude me conter e me tornei apoiadora do projeto da Editora Wish de publicação de Sweeney Todd, o livro original de 1846, em uma edição de dar água na boca! O fato é que depois da primeira vez sendo parte da realização de uma ideia, a vontade de contribuir só cresce: por isso decidi compartilhar com vocês periodicamente os projetos mais encantadores que eu encontrasse em minhas peregrinações pelo site.

As luzes que carregamos conosco

Em um mundo onde tudo é escuridão, carregar uma luz consigo é uma questão de sobrevivência: as inseguranças, medos e defeitos habitam o que não podemos ver. Para garantir sua segurança (ou para fugir) as pessoas transformam suas qualidades em lanternas que iluminam seus arredores e atraem outros para seu convívio ⎼ afinal, quanto mais luz mas distantes estarão as trevas. Lina, com suas lanternas coloridas e aconchegantes, tinha uma vida pacata e cercada por aqueles que a queriam por perto pela luz que emanava. Tal tranquilidade é posta a prova quando a garota deixa de acreditar em si mesma e percebe uma de suas lanternas se apagando. Com medo de ter de enfrentar o escuro, Lina parte em uma jornada para descobrir como reacender sua lanterna ⎼ mas ela irá se deparar com muito mais em seu caminho.

O brilho atrai o olhar

O primeiro comentário que me sinto inclinada a fazer é que eu não sou uma leitora de HQs: não tive, na minha "vida literária", muitas oportunidades de entrar em contato com o gênero ⎼ e isso é algo que eu planejo mudar desde já. O projeto da Bel Pardal, que teve sua fagulha de inspiração em um momento difícil na vida da autora, mexeu comigo de uma forma um tanto difícil de explicar. Acho que me identifiquei com o conflito de Lina ao perceber, subitamente, que se perdeu na tentativa de não encarar o que espreitava nos cantos escuros. O desconhecido é ameaçador... mas é o que permite que cada um de nós nos encontremos, no final das contas.
Além da proposta profunda por trás do enredo, Se Apagar também me conquistou pela delicadeza em seu projeto gráfico: as ilustrações têm traços suaves e, ao mesmo tempo, marcantes, com cores que me transmitem aquele toque de magia que às vezes falta no cinza do cotidiano.

Se interessou? Você pode encontrar mais informações sobre o projeto, como o orçamento e as especificações técnicas do produto final, na página do Se Apagar no Catarse. Já alcançamos a meta inicial e estamos caminhando rumo a metas estendidas, que garantem mais recompensas para todos os apoiadores ♡

Ufa! Ainda estão aí? O que vocês acharam do Se Apagar? Querem que eu continue apresentando projetos do Catarse por aqui? Me contem nos comentários!

VOA, LIBELINHA
VOA 🙘

Comentários via Facebook

@literalize.se

© Literalize-se – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in