Destaques

Newsletter

23/02/2020

Maratona Literária de Carnaval 2020

É novidade para um total de zero pessoas o fato de que eu sou um ser humano um tanto quanto introvertido. O que talvez seja um pouco surpreendente é o fato de que eu gosto de pular carnaval. Pois é! Ok, não vou mentir, foi com um tanto de resistência no começo e precisei ser arrastada até o bloco mas o passar dos anos me fez perceber que aquela experiência completamente fora da minha zona de conforto tinha potencial para ser extremamente divertida. Estava ansiosa para as aventuras carnavalescas desse ano, até que subitamente meu país BH se tornou um cenário apocalíptico: cerveja envenenada, tempestades e enchentes, suspeitas de coronavírus — e, bem, outra das minhas características é que eu sou um tanto quanto medrosa prevenida.
uma_garota_evitando_a_multidão
Uma garota evitando a multidão: não sou eu, mas poderia ser. Foto por Jenna Anderson em Unsplash.
Não vou mentir, talvez a coincidência de eu ter adoecido nos últimos dias tenha contribuído para pesar um pouco a balança para o lado cauteloso... O ponto é que, depois de muito ponderar todos os prós e contras como o PROERD bem me ensinou (risos), eu decidi que em 2020 serei adepta de alguns blocos mais clássicos — como, por exemplo, o Originais Netflix e o Maratona Literária. Ainda firme no propósito de criar quantas oportunidades quanto possível de ler os livros encalhados da minha estante, criei alguns desafios literários com temas bem carnavalescos para dar aquele gostinho de festa.

Desafios da Maratona Literária de Carnaval


  • CONCENTRAÇÃO: é o "esquenta" antes do desfile começar, quando todos os componentes ficam mobilizados esperando sua vez de entrar na pista. DESAFIO: um livro com menos de 250 páginas.
Por muito tempo, minha estratégia para ler os muitos não lidos da minha estante foi começar pelos menores. Não deu muito certo, porque eu nunca chegava nos calhamaços — e agora, eles são os que estão há mais tempo encalhados (socorro). Mesmo assim, ainda tenho alguns livros mais fininhos que são ótimos para maratona como, por exemplo, Fique Comigo de Ayòbámi Adébáyò. Sei bem pouco do enredo, porém, mas estou ansiosa para ler por se tratar de uma autora nigeriana (e eu tenho tentado fugir um pouco do ponto-comum de romances estadunidenses). 
  • COMISSÃO DE FRENTE: grupo que se apresenta dando boas vindas ao público e aos jurados. DESAFIO: começar (ou continuar) uma série.
Li O Pistoleiro, primeiro volume da série A Torre Negra, em 2019. Devo admitir que não gostei, foi uma leitura difícil de concluir — o motivo? Bem, a representação feminina nessa obra é terrível (mas isso é assunto para outra postagem). Mesmo com um gosto um tanto quanto amargo na boca, quero dar continuidade à obra que dizem ser a criação mais genial de Stephen King, na esperança de que os próximos sejam mais palatáveis. O segundo volume da série, A Escolha dos Três, será o livro desse desafio.
  • PORTA-BANDEIRA: conduz a bandeira da agremiação com roupas luxuosas nas cores da escola. DESAFIO: uma edição muito bonita da estante.
Alguém conhece alguma forma de bloquear o meu acesso ao site do Catarse? Ou, pelo menos, aos financiamentos coletivos da Editora Wish no Catarse? Porque, juro, eu vou acabar falindo com esses projetos, um mais incrível do que o outro. Há algum tempo apoiei o box Filhos da Floresta, um edição linda com papel reciclável de Bambi e Pocahontas — o primeiro, li na Maratona Literária de Verão Mística, mas não deu tempo de ler o segundo: com sorte, o farei agora.
  • RAINHA DA BATERIA: dançarina que desfila em frente à bateria para animar os instrumentistas, puxa o samba e não deixa o ritmo cair. DESAFIO: um livro do seu gênero literário favorito.
Não existe maratona se eu não puder esgueirar um livro de fantasia nela. Acho que foi em 2018 quando eu li Um tom mais escuro de magia e descobri que V. E. Schwab tinha um potencial imenso de entrar na lista das minhas autoras favoritas de todos os tempos. O segundo volume da trilogia, Um encontro de sombras, estava já há algum tempo na minha estante — estava resistente a ler, sem saber quando sairia o terceiro e último (ainda não publicado). Acabou que a ansiedade falou mais alto e eu decidi ler mesmo sem saber se será apenas mais uma série nunca finalizada.


O feriado em si vai até o dia 26 (eu acho?), mas achei que seria melhor estender a maratona até o dia primeiro de março, já que é só depois dessa semana que o país volta a funcionar de verdade. Vou dar notícias do meu progresso nos stories do Instagram, então se quiserem podem acompanhar por lá. Deixo também o convite para que leiam comigo nessa maratona: vocês podem postar (ou não) a TBR (to be read, "a ser lido" em tradução livre) em qualquer rede social e marcar o Literalize-se — vou interagir com todos!


Ufa! Ainda estão por aí? Nesse carnaval, vocês vão ser da rua ou do feriado? Me contem nos comentários quais os planos carnavalescos de vocês!
Não deixe de seguir o Literalize-se nas redes sociais para mais conteúdo: Instagram | Facebook | Twitter
O Literalize-se é integrante do programa de associados da Amazon. Comprando através do link, o blog ganha uma pequena comissão, sem que você pague nada a mais por isso, o que ajuda a manter o site no ar, além de apoiar e valorizar o meu trabalho! Esta postagem faz parte da Blogagem Coletiva de Fevereiro do grupo Daydream.
Fonte: 1

VOA, LIBELINHA
VOA! 🙘

Comentários via Facebook

@literalize.se

© Literalize-se – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in