Destaques

Newsletter

08/04/2020

Coronavírus: como fugir do tédio durante a quarentena

“Palma, palma, não criemos cânico” – já dizia o grande filósofo contemporâneo Chapolin Colorado. Em tempos de surto generalizado sobre o tal do coronavírus, sei que ninguém mais aguenta ouvir  sobre o assunto. Acredito eu que a maioria das instituições já declararam suas atividades suspensas em apoio às indicações de distanciamento social e as reações são das mais diversas. Teve desde um pessoal ligeiramente sem noção comemorando como se um período de férias-surpresa tivesse sido decretado até outros um tanto histéricos fazendo planos para estocar suprimentos na crença absoluta de que o cenário em breve se assemelharia ao de qualquer obra pós-apocalíptica dessas que tem feito sucesso ultimamente. Ok, Gislaine, respira. O ponto é: eu decidi vir aqui, como um exemplo não tão bom assim de autocontrole, para pedir encarecidamente que vocês não sejam nem de um grupo nem de outro. Simples, né?
Foto por Micheile Henderson em Unsplash.
Para ser bem-sucedida nessa missão importantíssima (que vocês não sabem, mas está certamente sendo financiada pela Nasa), vou listar as melhores formas de fugir do tédio durante a quarentena! Consultei meu superior e ele exigiu que eu não adicionasse “estudar os textos do semestre” como uma opção, mas já sabem o que euzinha ficarei fazendo, né? Fica aí a dica de ouro.

O que fazer nos dias de quarentena?

1. Ouça um artista novo a cada dia. Você pode, por exemplo, conhecer AURORA em um dia, Wardruna no outro, e AURORA de novo no seguinte (porque pra essa fada norueguesa podemos abrir uma exceção).


2. Faça algo que sempre gostou, mas deixou de fazer por falta de tempo. Uma das coisas que eu mais gostava na minha adolescência, depois de ler, era desenhar. A vida adulta não me permitiu esse prazer, mas talvez essa seja a oportunidade de retomar um antigo passatempo.

3. Peça a um amigo para indicar um livro ou um filme ou uma série. Agora é hora de parar de enrolar e finalmente conhecer aquilo que seu amigo já até cansou de indicar – e, o melhor, você podem conversar o quanto quiserem sobre isso depois! Ou, se quiserem, *hora do jabá* também podem buscar indicações por aqui no Literalize-se!

4. Crie uma playlist com suas músicas favoritas de cinco anos atrás. De acordo com o Spotify, há cinco anos atrás eu estava ouvindo o álbum “Confident”, da Demi Lovato –  a nostalgia que bateu não tá escrita!

5. Faça uma maratona literária. Sabe aqueles livros que estão há SÉCULOS encalhados na sua estante? Chegou o momento ideal de tirar a poeira das páginas amareladas, criar um cronograma de leitura e se jogar em novas realidades. Pra ficar ainda mais divertido, você pode convidar amigos para participar com você!

6. Encontre jogos digitais legais. Pode ser tanto no computador (sou suspeita para falar, mas League of Legends é sempre uma opção) quanto no celular: existem inúmeras opções na Play Store – mas, sério, escolham algum que não o Plague Inc.
Foto por Ihor Malytskyi em Unsplash.
7. Escute um gênero musical que nunca deu chance antes. Não precisa ser extremo e ir até o clássico (a menos que você queira): eu conheci lo-fi há pouco tempo e, juro, não consigo parar de ouvir.

8. Experimente uma inspiração do Pinterest. Não tem lugar melhor para coletar ideias de DIY ou de decoração ou de qualquer coisa que você imaginar. A melhor parte é compartilhar o seu resultado!

9. Escreva um livro, ou um conto, ou uma poesia, ou uma carta, ou... Enfim, escreva alguma coisa do fundo do seu coração e mostre para alguém que você ama.

10. Crie uma receita nova com os ingredientes disponíveis em casa. Como temos que reduzir ao máximo nossas idas ao supermercado, vale a pena tentar inovar na hora de fazer o seu café da tarde para as refeições não ficarem muito repetitivas.

11. Aprenda (ou crie!) uma coreografia para sua música preferida. Se a extroversão for alta, façam o favor de postar no Tik Tok e me enviar os links.

12. Estabeleça uma meta de pontos (e depois dobre a meta) no jogo da cobrinha. Eu tô viciada nisso, alguém por favor me ajuda.
Foto por BRUNO CERVERA em Unsplash.
E, se vocês não conseguirem decidir entre as opções, sempre existe a possibilidade de rolar um d12! Peraí, vocês não sabem o que é um…? Nesse caso, acho que é indispensável adicionar “conhecer RPG de mesa” como prioridade durante a quarentena – vocês não vão se arrepender! Ah, e… se possível, me convida.

Brincadeiras à parte, eu espero de coração que essas dicas ajudem a tornar este período de pandemia um pouco menos angustiante. Embora meu objetivo nesta postagem tenha sido justamente trazer um clima mais leve nessa quarentena, é também muito importante se manter bem informado acerca da pandemia com fontes confiáveis de informação. Nesse sentido, eu recomendo fortemente que vocês acessem os conteúdos compilados pela Drogaria São Paulo sobre o novo coronavírus. A proposta é que os conteúdos e orientações sejam atualizados ao vivo, de forma a proporcionar um local seguro para que a população busque respostas para as mais diversas perguntas que permeiam esse momento delicado que vivemos no Brasil e no mundo. E lembrem-se: esse é o momento de pensar no coletivo acima da sua individualidade. Por último, mas não menos importante: lavem as mãos!

Ufa! Ainda estão por aí? O que vocês têm feito nesses dias de distanciamento social? Me contem nos comentários como estão mantendo a sanidade mental!
Não deixe de seguir o Literalize-se nas redes sociais para mais conteúdo: Instagram | Facebook | Twitter
O Literalize-se é integrante do programa de associados da Amazon. Comprando através do link, o blog ganha uma pequena comissão, sem que você pague nada a mais por isso, o que ajuda a manter o site no ar, além de apoiar e valorizar o meu trabalho!
VOA, LIBELINHA
VOA! 🙘

Comentários via Facebook

@literalize.se

© Literalize-se – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in